ABSOLAR E MINISTÉRIO DA AGRICULTURA FALAM DA IMPORTÂNCIA DE INFORMAR O PRODUTOR RURAL SOBRE AS LINHAS DE FINANCIAMENTO

Na última quarta-feira, dia 9 de setembro, a ABSOLAR reuniu-se com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para discutir sobre o acesso ao crédito rural para financiamento de investimentos de geração de energia solar fotovoltaica. A associação explicou que existem linhas de financiamento do BNDES para a solar fotovoltaica, sendo o grande desafio divulgá-las ao produtor rural. A ABSOLAR retomou uma apresentação feita anteriormente ao Mapa, com a listagem das linhas de financiamento identificadas que envolvem sustentabilidade e inovação. De acordo com Wilson Vaz, Diretor do Departamento de Crédito e Informação, o ministério está conversando internamente sobre as demandas da associação. Vaz informou ainda que o Mapa se compromete a padronizar e incluir a redação de energias alternativas e renováveis em todas as linhas de financiamento do Plano Safra 2021/2022 recomendadas pela ABSOLAR, bem como na linha de financiamento para armazéns. 

ANÁLISE: a reunião foi muito positiva e importante para que a ABSOLAR dê conhecimento ao Mapa sobre os desafios enfrentados atualmente pelo produtor rural na aquisição de linhas de financiamento. Segundo o ministério, haverá uma divulgação aos bancos sobre as oportunidades de financiamento voltados à solar fotovoltaica. Ao final da reunião, ficou definido que a ABSOLAR irá encaminhar periodicamente ao Mapa dados sobre o uso da energia solar fotovoltaica no campo. A equipe do ministério se colocou à disposição para contribuir também com o mapeamento de todas as linhas de financiamento existentes para que a associação possa repassar as informações aos seus associados.
ABSOLAR FAZ RECOMENDAÇÕES DO USO DA ENERGIA SOLAR PARA O PROGRAMA CASA VERDE E AMARELA

A ABSOLAR conversou com a Coordenadora de Assuntos Estratégicos do Departamento de Produção Habitacional do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Andiara Campanhoni, sobre a energia solar no programa Casa Verde e Amarela. A associação citou as recomendações que propôs à Portaria nº 643, de 13 de novembro de 2017, que poderão ser utilizadas na nova portaria que está sendo feita para o Programa Casa Verde Amarela. Dentre as recomendações feitas pela ABSOLAR, inclui-se a diminuição do tempo de garantia de inversores, a diferenciação dos sistemas de aquecimento solar com os sistemas solares fotovoltaicos, o ajuste do valor máximo de aquisição das unidades habitacionais, entre outros.

ANÁLISE: a reunião foi bastante positiva, uma vez que a coordenadora e a sua equipe deixaram claro que a ideia é incluir a energia solar fotovoltaica nas habitações populares e tornar a nova portaria menos detalhada e mais simples de ser entendida. As recomendações dadas também foram bem vistas e entendidas.
Fonte: ABSOLAR

Compartilhe esse post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *